logo_2.2.jpg

Elizabeth Barbosa 

Psicóloga - Neuropsicóloga - Pedagoga

CRP 06/84614 

Olhe para dentro de você

 

terapia.jpg

O que é Terapia Cognitiva Comportamental - TCC

 

A Terapia Cognitivo Comportamental ou TCC é uma abordagem,  uma das formas de trabalhar , da  psicologia.

 

TCC acredita que  a forma como o ser humano interpreta e sente  os acontecimentos, de sua vida,  determina qual será o impacto desse acontecimento na sua vida, ou seja:  a forma como cada pessoa vê, sente, interpreta e pensa a situação, determinará como serão os seus  sentimentos, negativos ou positivos, para essa situação.

 

O ser humano interpreta os acontecimentos de acordo com a sua história de vida, ou seja cada pessoa  vê, sente e pensa as situações de forma única  a partir   das sensações que podem ser  agradáveis ou desagradáveis.

 

O papel do psicólogo é acompanhar e ajudar as pessoas a superarem e gerenciarem os seus  problemas de relacionamento, ansiedade, estresse, medo, depressão, distúrbios alimentares, abuso de substâncias, psicoeducação de filhos entre dezenas de outros, além de ajudar aquelas pessoas que desejam aumentar seu nível de autoconhecimento. 

 

A TCC é uma terapia empática,  específica, clara, direta e estruturada, pode ser  utilizada para tratar diversos transtornos mentais de forma eficaz, também é utilizada para solucionar: dificuldades nos relacionamentos  escolhas profissionais, luto, separações, perdas, estresse, dificuldades de aprendizagem, desenvolvimento pessoal e outros problemas que surgem durante a vida.

 

Quais as vantagens?

Quem passa pelo processo da TCC se tornam sujeitos com  novas habilidades e conquistam  a condição de se tornarem melhores, capazes de enfrentar as dificuldades de vida, ocorre uma  uma grande mudança em todos os aspectos da vida pessoal e profissional!!! Faça uma pergunta!

"As crenças que temos sobre nós mesmos, sobre o mundo e sobre o futuro, determinam o modo como nos sentimos: o que e como as pessoas pensam afeta profundamente o seu bem estar emocional"

(Beck e Kuyken , 2005)